Lisboa (Portugal): Crónica do protesto anti-autoritário, solidário com as Ocupas de Grecia, NO TAV e ZAD

No sábado, 26 de Janeiro, entre as 14h 30 e as 18h, foi levado a cabo em Lisboa, um protesto anti-autoritário contra o capitalismo, fascismo e repressão, de solidariedade com os compas na Grécia e em todo o mundo e pela defesa dos espaços libertados. Em particular, no seu comunicado, abordavam-se o ataque frontal do Estado grego contra o movimento anti-autoritário, a repressão política dos activistas contra o TAV (Itália) e da ZAD (Zona A Defender, contra o novo aeroporto dos arredores de Nantes), a repressão dos movimentos indígenas, as repressões violentas de manifestações massivas por toda a Europa (caso da greve geral 14N) e o ataque policial a estudantes do ensino básico com gás lacrimogéneo, dentro de uma escola em Braga (Portugal). Uma chamada à luta, sem fronteiras.

Cerca de 1000 comunicados foram distribuídos à população e na manifestação de cerca de 30 000 professores. O desfile, com bandeiras negras e faixas terminou no Largo Camões cerca das 17h, onde se mantiveram concentrados por mais de uma hora, com a presença de compas solidários de várias partes do país, com distribuição de comunicados e informação à população. Um bom prenúncio para um Fevereiro Negro. [Read More]

Fevereiro Negro: Campanha de solidariedade para com os espaços libertados e os/as companheiros/as anarquistas em todo o mundo

Apelamos para uma campanha mundial de acções directas de solidariedade com os espaços libertados do 2 a 12 de Fevereiro de 2013. Mas não queremos ficar por aí ao fim de um par de acções, trata-se de muito mais do que apenas uma reacção à repressão. Esta é uma chamada a todos/as os/as anarquistas e anti-autoritários/as para LUTAR AGORA em todo o mundo.

Embora tivesse sido a investida recente do Estado grego contra o espectro anarquista /anti-autoritário a faísca inicial que nos levou a escrever este apelo, múltiplos exemplos por todo o mundo nos mostram que a polícia e as autoridades municipais, juntamente com as mega corporações, estão a cooperar de forma excelente umas com as outras, atacando as estruturas solidárias e pacificando as sociedades a nível transnacional. [Read More]

Grécia: Anarquistas invadem canal de televisão ao vivo

Nessa última quarta-feira (16 de janeiro de 2013), um grupo de militantes anarquistas invadiu ao vivo um canal de televisão na cidade de Kavala (ao norte da Grécia), para ler um manifesto contra as recentes deocupações dos Centros Sociais Populares, denunciando a repressão policial e fascista, além da manipulação dos meios de comunicação.
[Read More]

Salamina (Grécia): Ataque contra a sede do PASOK

Na madrugada de sábado, 12 de Janeiro de 2013, atacámos com pedras a sede local do partido político PASOK (que participa no actual governo tripartido) na ilha de Salamina como mostra de solidariedade com os/as compas que foram detidos/as e acusados/as pelo regime ditatorial do PASOK-Nova Democracia-Esquerda Democrática.

Destroçámos as janelas e parte do letreiro, mas optámos por não incendiar o local, dado que havia casas de habitação no mesmo edifício. [Read More]

Acções em solidariedade com as Ocupas na sequência das expulsões registadas na Grécia

Goa, Índia: Uma faixa em solidariedade com Villa Amalias1 [Read More]

Atenas (Grécia): Assalto da polícia na Ocupa Lelas Karagianni 37

Em 15 de Janeiro, por volta das 12.00, a polícia invadiu a mais antiga ocupa anarquista da Grécia, Lelas Karagianni 37. Solidários/as e vizinhos reuniram-se na Praça Amerikis e depois em frente à ocupa, tentando evitar o despejo. Vários companheiros/as subiram ao telhado do edifício cantando slogans, tendo sido apanhados/as pela polícia. Dois solidários/as foram agredidos por polícias na rua e detidos também. Pesadas forças repressivas foram colocadas no centro da cidade e ainda um helicópetero da polícia. Logo a seguir, mais pessoas se concentraram perto da ocupa. Uma reunião foi convocada para as 15.00 fora da sede da polícia, na avenida Alexandras, em solidariedade com os 14 okupas que foram presos dentro da Lelas Karagianni, e uma discussão foi anunciada para as 19.00 na Politécnica de Atenas (entrada pela rua Stournari).

Todos os/as companheiros/as detidos/as foram libertados/as por volta das 17.00, a polícia abandona a ocupa tendo a Lelas Karagianni sido entretanto reocupada! [Read More]

Atenas (Grécia): Incursão policial e detenções na Ocupa Skaramaga na tarde de 9/1

Uma incursão policial foi levada a cabo no dia 9 de Janeiro, cerca das 15:00 horas, na Ocupa situada na rua Patission 61 com a Skaramaga.

Em relação aos compas que foram detidos após a incursão da bófia na Ocupa Skaramaga,sabe-se que sete deles/as foram detidos/as dentro do edifício e mais um na proximidade da Ocupa.

Dos oito, quatro declararam ser residentes da Ocupa,enquanto que outro/a era menor.

O/a oitavo/a compa, que apanharam na rua, foi posto/a em liberdade, sem acusação, na mesma noite, enquanto que os seis adultos foram só postos em liberdade no dia seguinte, 10 de Janeiro,  não sem terem passado a noite nos calabouços  e se terem apresentado nos tribunais de Evelpidon na manhã seguinte. [Read More]

Grécia: Anarquistas gregos são fichados e proibidos de deixar o país

A ocupação Villa Amalias, que existia há 23 anos, foi tomada pela polícia durante a semana; governo grego prevê outras 40 desocupações

Os 93 anarquistas gregos presos após a desocupação do centro Villa Amalias, em Atenas, foram liberados neste sábado (12/1) pela polícia, mas fichados e proibidos de deixar o país até que sejam julgados por abuso, alteração de ordem pública e resistência à autoridade. Os supostos delitos foram classificados como “delinquência grave” pela Justiça grega, de acordo com a mesma lei que proíbe manifestantes de cobrirem o rosto.

A ocupação Villa Amalias existia há 23 anos no centro de Atenas. O prédio, do século XIX, fica entre as estações Omonia e Agios Panteleimona do metrô, e era utilizado pelos anarquistas como base para ações contra grupos neonazistas ligados ao partido Aurora Dourada, que operam na região. Os membros da ocupação faziam sopões e ofertavam cursos gratuitos de teatro, dança e idiomas, especialmente para imigrantes. [Read More]

Atenas (Grécia): Mais de 10.000 manifestantes em defesa das Ocupas

Uma das maiores manifestações do espaço anarquista/anti-autoritário teve lugar hoje, 12 de Janeiro, no centro de Atenas.

As pessoas começaram a reunir-se na Propileos a partir do meio dia tendo-se iniciado a marcha pouco antes das 14.00, em direcção aos tribunais de Evelpidon, onde se apresentavam  perante as autoridades judiciais os/as 92 compas detidos/as após a reocupação de Villa Amalias.

Respondendo à convocatória, estima-se que mais de 10.000 pessoas participaram nesta marcha, na sua maioria do espectro anarquista/anti-autoritário mas também de organizações de esquerda. [Read More]

Atenas (Grécia): Actualização sobre os/as compas detidos/as a 9 de Janeiro de 2013

O saldo repressivo após as operações policiais que se levaram a cabo em Atenas a 9 de Janeiro, tanto contra os/as compas que reocuparam Villa Amalias, como contra os/as compas que ocuparam simbolicamente os escritórios  do partido de Esquerda Democrática e os/as compas detidos/as após a incursão na Ocupa Skaramaga, é o siguinte:

-93 pessoas enfrentam acusações por delitos graves, resultado da sua detenção no pátio da reocupada Villa Amalias. 92 deles continuam em custódia cautelar nas celas da sede da polícia na avenida Alexandras, a outra pessoa é menor e foi liberada ontem (10/01). [Read More]