Montevidéu (Uruguai): Semana internacional de agitação contra o desalojamento do centro social autônomo La Solidaria

2016-02_Montevideo_LaSolidaria_semana La solidaria é um centro social autônomo que funciona desde 2012, quando o local foi ocupado para construir um espaço que servisse como uma ferramenta a mais para a prática de nossa própria autonomia e o desenvolvimento da nossa luta social. No final de outubro do ano passado recebemos uma carta de despejo ordenando abandonar o lugar mas, a exemplo da última tentativa em 2013, não será tão fácil.

Temos defendido e defenderemos o local não como um espaço físico, mas como um espaço onde desenvolvemos códigos e valores opostos aos que impõem as relações intermediadas pelo Estado e o capital, para fortalecer outro tipo de relacionamento baseado na solidariedade e na ação direta. [Read More]

Montevidéu (Uruguai): Comunicado do centro social autônomo La Solidaria com relação a notificação de desalojo recebido em 30 de outubro de 2015

No dia 30 de outubro chegou às portas do centro social autônomo La Solidaria uma notificação de desalojo. Segundo diz a apresentação do mencionado documento – que insta a desalojar o imóvel em um prazo de 15 dias -, a casa onde funciona dito espaço estaria “precariamente” ocupada por um “grupo anarquista”. Esse grupo seria responsável de ter invadido com violência o edifício em questão, de ter ameaçado e atacado aos donos de dito edifício e também da deterioração do edifício e as pragas de roedores na quadra. Os anteriores donos, A Igreja Evangélica Alemã, haviam brindado provas – que constam no informe apresentado junto com a denúncia – de todas estas coisas, mas, não obstante, haviam tolerado a ocupação. No entanto, tudo mudou porque o edifício, ocupado faz 3 anos, havia sido vendido a uma cidadã chilena nacionalizada uruguaia que teria a vontade de seguir os processos judiciais necessários para recuperar o imóvel. O domicílio da nova proprietária que consta na notificação é um escritório do World Trade Center de Montevidéu. [Read More]

Uruguai: Ataque incendiário ao Consulado da Argentina em Montevidéu

Na madrugada de 11 de abril atacamos com coquetéis molotov o Consulado da Argentina em Montevidéu. Assumimos a ação em resposta ao desalojo da biblioteca “Los libros de la esquina” (Os livros da esquina), ocorrido na manhã de 9 de abril na cidade de Buenos Aires.

Este espaço acontecia em uma casa ocupada, mantido por mais de dez anos com uma proposta antagônica à ordem social, difundindo os valores da solidariedade, autonomia e autogestão; eram desenvolvidos, além da biblioteca social, diferentes projetos antiautoritários e anárquicos, sendo este um intensificador de agitação social.

Nossa ação é clara: nos atingem, nós atingimos. Neste caso, optamos por comunicar para que assim chegue e dê forças aos que lutam do outro lado do rio. E também lembrar que por aqui a guerra social continua e, apesar de muitas vezes não ser percebida e os poderosos agirem como nada acontecesse, o mundo do domínio também recebe nossos golpes. [Read More]