Atenas (Grécia): Actualização sobre os/as compas detidos/as a 9 de Janeiro de 2013

O saldo repressivo após as operações policiais que se levaram a cabo em Atenas a 9 de Janeiro, tanto contra os/as compas que reocuparam Villa Amalias, como contra os/as compas que ocuparam simbolicamente os escritórios  do partido de Esquerda Democrática e os/as compas detidos/as após a incursão na Ocupa Skaramaga, é o siguinte:

-93 pessoas enfrentam acusações por delitos graves, resultado da sua detenção no pátio da reocupada Villa Amalias. 92 deles continuam em custódia cautelar nas celas da sede da polícia na avenida Alexandras, a outra pessoa é menor e foi liberada ontem (10/01).

– Os/as mais de 40 compas detidos/as após a ocupação dos escritórios do partido de Esquerda Democrática, no bairro de Metaxourgio, foram postos/as em liberdade sem acusações.  Isto aconteceu várias horas depois da sua detenção matinal. Pela tarde e noite de 9 de Janeiro, todos/as tinham já sido soltos.

– No caso dos/as compas que foram detidos/as após a incursão da bófia na Ocupa Skaramaga, sete deles/as foram detidos/as e um mais na vizinhança da Ocupa.

Dos oito, quatro declararam ser residentes da Ocupa, sendo um menor.

O/a oitavo/a compa que capturaram na rua, foi posto/a em liberdade sem acusações nessa mesma madrugada, enquanto que os/às seis adultos só foram libertados/as a 10 de Janeiro após passarem a noite nos calabouços e apresentarem-se nos tribunais de Evelpidon no dia seguinte.

Os/as seis compas adultos/as enfrentam acusações por delitos menores de alteração da paz doméstica, violação da lei de armas e violação da lei de fogos artificiais. O seu julgamento foi proposto para dia 24 de Janeiro de 2013. Os/as advogados/as dos/as compas solicitaram o adiamento  exigindo que Christos Fotiou (presidente do NAT, instituição que reclama a propriedade) assista ao julgamento, já que foi ele quem apresentou a queixa contra os/as ocupas. Os juízes irão pedir-lhes para prestarem declarações nas próximas audiencia.

Por sua vez, em relação ao/à compa menor, espera-se que seja submetido/a a julgamento, a 11/1 (iremos atualizando).

O artigo foi redigido a partir das actualizações no Indymedia Atenas, dos comunicados relativos do colectivo da Ocupa Skaramaga e da Assembleia pela Ação Anti-especista, um dos projectos que alberga a dita Ocupa.

for-villa

‘NADA FOI ENCERRADO; TUDO COMEÇA AGORA… SOLIDARIEDADE COM VILLA AMALIAS – Ação Anti-especista’ (pano exposto na porta principal da Escola Politécnica de Atenas, na rua Patission, Janeiro de 2013)

Contra Info