Atenas: Ação de solidariedade pela okupação Dervenion 56. Um apelo internacional à solidariedade

Na sexta-feira 26 de junho, em Exarcheia, o Estado grego evacuou e fechou com blocos de concreto a okupação Dervenion 56 e o prédio na rua Dervenion 52. Imediatamente, um encontro solidário foi realizado na Praça Exarcheia por várias horas. Na noite do mesmo dia, foi realizada uma marcha solidária com a participação de aproximadamente 300 pessoas. A marcha terminou na okupa Dervenion 56, barricadas foram erguidas ao redor do perímetro e, em seguida, camaradas quebraram a marretadas os blocos de concreto da vergonha. A polícia nunca chegou e depois de algumas horas os manifestantes foram embora. Policiais da tropa de choque fizeram novamente uma operação na manhã seguinte, construindo novamente um muro de concreto em frente à porta da okupação. Segundo relatos, nos dias seguintes, várias ações de solidariedade aconteceram e uma manifestação ocorreu na principal rua comercial de Atenas, Ermou, onde slogans foram gritados, e aparentemente algumas pessoas atacaram lojas de grife multinacionais em Ermou no ocupado – pela polícia – centro de Atenas. Mesmo o rico yuppie sobrinho do primeiro-ministro, o prefeito de Atenas, Costas Bakogiannis, não conseguiu escapar da raiva causada pelas evacuações. O pioneiro da gentrificação violenta e seus guarda-costas foram atacados com cafés e outros itens por dezenas de pessoas em um festival local religioso. Nos dias seguintes, realizou-se novamente uma marcha em Exarchia, onde os camaradas demoliram as paredes das okupações de imigrantes seladas em Themistokleous 58 e Spirou Trikoupi 15. Todos esses dias, textos de solidariedade foram escritos e faixas foram colocadas em vários locais na Grécia. [Read More]

Cádiz (Espanha): Comunicado de reokupação do CSOA La Higuera

Passados um mês desde o fechamento da propriedade situada na Rua Manuel Rancés nº 18 do centro histórico de Cádiz, no último 15 de outubro de 2013, a atual proprietária, Caixa Catalunha, se dirigiu à propriedade material do imóvel, devendo desalojar do edifício as pessoas que durante 17 meses o haviam cuidado, dando-lhe vida e utilidade, após anos de abandono.

Uma vez mais, a indiferença e a negligência das entidades privadas e públicas, deixam um edifício abandonado a sua sorte. Um palacete com importantes elementos arquitetônicos, catalogados como patrimônio histórico e que supostamente deveria estar protegido. [Read More]

Atenas (Grécia): Re-ocupação Villa Amalias, re-despejo e 101 pessoas detidas

Logo no início da manhã dezenas de pessoas re-ocuparam Villa Amalias em Atenas, Grécia.
A policia anti-motim grega ao chegar ao local atirou para dentro do edificio dezenas de granadas de gás lacrimogéneo. Aproximadamente 9h20 da manha, esquadrões anti-motim (MAT, YMET), juntamente com a unidade antiterrorista EKAM foram enviados para a área, quebraram janelas do prédio e invadiram-lo novamente, prendendo 101 pessoas que estavam dentro. [Read More]