Belo Horizonte (MG–Brasil): 2ª Feira do Livro Anarquista no Espaço Comum Luiz Estrela

Coletivo Mineiro Popular Anarquista, Kasa Invisível e Livraria Anarquista Avelino Foscolo convidam para a 2° Feira do Livro Anarquista de Belo Horizonte. O evento acontecerá nos dias 8 e 9 de junho de 2018 no Espaço Comum Luiz Estrela, espaço ocupado e autogestionado desde 2013. Contaremos com editoras e coletivos lançando suas publicações, debates oficinas e filmes. Segue a programação completa:

[Read More]

Vicente Dutra (RS-Brasil): Semana de mobilização no território Kaingang

Entre os dias 9 e 11 de maio, ocorreu uma jornada de mobilização no território indígena Rio dos Índios do povo Kaingang, perto de Vicente Dutra, no Rio Grande do Sul. Nesta ocasião, os indígenas plantaram quatro mil mudas de araucária em uma área que foi retomada de uma fazenda desde 2016. A araucária é uma árvore da região, atualmente quase desaparecida, e uma das bases da alimentação tradicional do povo Kaingang.

[Read More]

São Paulo (SP-Brasil): Nota dos movimentos populares sobre a tragédia na ocupação do Largo Paissandú

Na madrugada do dia 1° de maio, um prédio ocupado por cerca de 150 famílias sem tetos no Largo Paissandú foi totalmente destruído por um incêndio cuja origem ainda não foi determinada. Até o dia de hoje, ao menos dois corpos de vítimas foram encontrados pelos bombeiros nos escombros do prédio enquanto várias pessoas que moravam na ocupação continuam desaparecidas. Segue a nota publicada por um conjunto de movimentos populares de São Paulo sobre o ocorrido:

[Read More]

Feira de Santana (BA-Brasil): A ocupação urbana Quilombo Lucas da Feira completa 7 anos

Há 7 anos, em 23 de abril de 2011, cerca de 400 pessoas entre mulheres, homens, idosos e crianças organizadas pelo Movimento Sem Teto da Bahia (MSTB) ocuparam o terreno da antiga fábrica da Alimba, às margens da BR-116 Norte, dando início à ocupação urbana Quilombo Lucas da Feira. São 7 anos de luta, sobrevivência e resistência, entre avanços e recuos, sorrisos e lágrimas, as contradições e alegrias da luta real pela vida do nosso povo. Seguimos em luta e honrado a memória dos nossos mártires: Lucas da Feira, George Américo, Visa e Joquielson seguem vivos em nossa resistência por moradia e vida digna.

[Read More]

Salvador (BA-Brasil): Famílias na Ladeira da Preguiça ameaçadas de expulsão imediata

Moradores do imóvel nº 38 da Ladeira da Preguiça, no Centro de Salvador, estão sendo ameaçados de expulsão desde o dia 27 de março: a juíza Itana Eça Menezes de Luna Rezende deu liminar de reintegração de posse contra eles no processo 555641-05.2017.8.05.0001, reintegração de posse movida por uma certa Liduína Soares Missias que se diz dona do imóvel. Os moradores do imóvel reclamam terem sido procurados por um homem que se diz oficial de justiça, dizendo que se não saíssem em 48 horas “vocês vão sair daquele jeito”, ameaçando-os. Apesar de já haverem procurado a Defensoria Pública, que os defende na justiça, as famílias estão preocupadas e aterrorizadas, e não têm para onde ir.

[Read More]

Berlim: Intersquat Block em dias de caos e discussão, 10.5-13.5.2018

Convidamos-vos a participar num Bloco InterOkupa nos dias de Caos e Discussão, em Maio, em Berlim. Queremos-vos oferecer o espaço para partilharmos as tácticas e técnicas, conversas e informação em dias de Caos e Discussão na Rigaerstrasse.

Não esperamos que este seja um substituto das reuniões Intersquat do passado, a não ser que queiram que seja. Consideramos que esta é uma boa oportunidade para relacionar as discussões gerais sobre o sentido e o futuro das lutas urbanas com questões que surgem ao considerar a ocupação como mais do que uma ferramenta para satisfazer necessidades básicas de habitação. Desejamos uma discussão sobre a importância da ocupação para outras lutas libertadoras, as casas como ferramentas políticas, questões sobre o trabalho nos (e com) os bairros, entre outros aspectos.

Despejos, Repressão, Vigilância, Prisões, os vermes que usam e sustentam as estruturas opressivas estão por todo o lado. Juntemos-nos para nos apoiarmos mutuamente e disparar a bola não só para o campo deles, mas atravessando o seu coração. [Read More]

Belo Horizonte (MG – Brasil): 300 famílias ocupam um terreno no Barreiro

Neste fim de semana, no dia 24 de março, um terreno foi ocupado por cerca de 300 famílias na região do Barreiro. A nova ocupação foi batizada Comunidade Professor Fábio Alves, em homenagem ao Professor cearense, apoiador historico da luta dos sem-teto e das ocupações urbanas em Belo Horizonte. Segue o comunicado publicado após a ocupação:

Comunidade Professor Fábio Alves – presente

300 famílias da região do Barreiro depois de uma longa caminhada construíram uma nova Comunidade Professor Fábio Alves, através da ocupação.

[Read More]

Lisboa: Rock in Riot – Ocupar a rua, reclamar a Cidade!

A modernização de Lisboa nas últimas décadas tem vindo a redesenhar o território metropolitano enquanto um gigantesco negócio. Os espaços que outrora eram vividos colectivamente estão agora reconfigurados enquanto mero meio de criar dinheiro e as infraestruturas que visavam organizar a vida colectiva parecem agora apenas organizar a velocidade das interacções económicas.

[Read More]

Lisboa: Nova ocupação Anomalia

Sou humanx, jovem, velhx, pirata, estudante, sem-abrigo, trabalhadorx, fracx, forte, timidx, faladorx… Sou Lisboa, Europa, Mundo. Nasci nesta sociedade que me vê como um número, como uma lista de bens materiais, alguém que tem de jogar um jogo para o qual não me voluntariei e que não quero jogar. Passeio as ruas de Lisboa e vejo as casas abandonadas que a enfeitam, vejo as caixas cartões que uns compram para mudar de casa e outros usam como cama, oiço música e queixumes. Quero viver aqui. Quero poder viver aqui. Mas como o fazer? Deixar de falar de autonomia e ceder ao ciclo vicioso que me leva a estudar, trabalhar e reformar? Tentar alugar um quarto, uma casa? Endividar-me? Não quero. Não quero! Quero poder viver como eu quero.

Quero ser autónomx – quero viver à parte deste sistema que me sufoca e me deprime, este sistema que enche as ruas de publicidade e considera um tag criminoso, que aumenta o ordenado mínimo 50€ e as rendas 200€, despeja pessoas para fazer mais airbnb ou hostels, que queima comida, que não acaba de construir as escolas mas constrói ruas lindíssimas no centro, que planta eucaliptos que queimam todos os anos e a água escassa , que… que… nem sei. Mas sei que não quero viver assim, por isso escolhi viver de forma diferente. Escolhi reciclar, okupar, cantar, não ter patrão, fugir do rebanho. [Read More]

Bélgica: Chamada Internacional por solidariedade contra a proibição de okupação

Fim de semana de ação
23-24-25 de fevereiro contra a nova proibição de okupação na Bélgica!

No Verão de 2017 foi votada uma nova lei na Bélgica, tornando a okupação ilegal. No Outono a lei entrou em ação. Gostaríamos de fazer uma chamada para um fim de semana internacional, em solidariedade contra a nova lei.

Porque os espaços autónomos estão em perigo em todo o mundo, porque nunca pararemos de reivindicar os nossos espaços.

Fevereiro – dias 23 – 24- 25 2018
Cria alguns problemas e diverte-te
Okupantes da Bélgica

https://pt-contrainfo.espiv.net/2018/02/09/belgica-chamada-internacional-por-solidariedade-contra-a-proibicao-de-okupacao/
em inglês: https://radar.squat.net/en/event/gent/chiropractor/2018-02-23/action-weekend-against-squatting-ban
Chiropractor: https://radar.squat.net/en/chiropractor