Brasil: Manifesto da Ocupação Copa do Povo

Manifesto da Ocupação Copa do Povo

Se teve dinheiro pra Copa da FIFA, tem que ter pra Copa do Povo!

Na noite de 2/5 centenas de famílias organizadas pelo MTST ocuparam um terreno que estava abandonado há anos em Itaquera.

Nos dois dias seguintes a ocupação recebeu cerca de 2 mil famílias que estavam em condições precárias de moradia na região. São trabalhadores do Jardim Helian, Gleba do Pêssego e Jardim Cibele (comunidades de Itaquera). Mas não só: famílias vieram também de São Miguel, Ermelino Matarazzo e outros bairros da zona leste.

As histórias são quase as mesmas. Famílias que não podem mais arcar com o valor abusivo dos aluguéis, que cresceu violentamente, em especial em Itaquera, por conta do Estádio e das obras ligadas à Copa. Segundo o Índice Fipe/Zap, o valor do metro quadrado em Itaquera aumentou 165% nos últimos 6 anos. [Read More]

Brasil: Grupo Saravá está prestes a perder seu principal servidor!

urgente-grupo-sarava-esta-preste-1

PRIMEIRO ROUBO DE DADOS APÓS APROVAÇÃO DO MARCO CIVIL: ATAQUE POLICIAL À PRIVACIDADE PODE OCORRER DEPOIS DE EVENTO NETMUNDIAL.

Por conta de um processo que corre em segredo de justiça contra a Rádio Muda, a mais antiga rádio livre em operação no Brasil, o principal servidor do Grupo Saravá poderá ser apreendido nesta próxima segunda-feira, 28 de abril, às 13h.

A Rádio teve seus equipamentos apreendidos mais uma vez em 24 de fevereiro deste ano [1]. Na esteira desse processo, a procuradoria do Ministério Público Federal (MPF) prosseguiu o inquérito, desta vez mirando os dados disponíveis no site da rádio que possam identificar seus participantes. Uma requisição do MPF assinada pelo Procurador Edilson Vitorelli Diniz Lima formalizou o pedido. [Read More]

Tags:

Argentina: Comunicado de “La Grieta” após o desalojo: Nós seguimos de pé!

argentina-comunicado-de-la-griet-1

Na quarta-feira, 9 de abril, entre as oito e nove horas da manhã, foi feito o desalojo da casa que ocupávamos: “La Grieta” e a biblioteca “Los Libros de la Esquina” deixaram de existir.

O espaço esteve habitado por mais de 11 anos. Tanto sua origem como suas características físicas fizeram com que o lugar tivesse diferentes dinâmicas, confluindo nele diversas iniciativas. A parte de cima da casa sempre foi uma moradia que alojou a muitxs companheirxs, okupas e punks de diferentes partes do mundo. Na parte de baixo, por sua vez, foram levados adiante alguns projetos que já vinham funcionando anteriormente em outras ocupações, como é o caso da biblioteca “Los Libros de la Esquina”, entre outros. [Read More]

Brasil: Copa do Mundo 2014 – Remoções & Despejos

Se a questão habitacional no Brasil já é grave por si só, a realização da Copa do Mundo 2014 em doze cidades e das Olimpíadas 2016 no Rio de Janeiro agrega um novo elemento: grandes projetos urbanos com extraordinários impactos econômicos, fundiários, urbanísticos, ambientais e sociais. Dentre estes últimos sobressai a remoção forçada, em massa, de 150.000 a 170.000 pessoas (os governos se recusam a dar informações precisas). Dentre os inúmeros casos relatados pelos Comitês Populares da Copa destas cidades, emerge um padrão claro e de abrangência nacional. As ações governamentais são, em sua maioria, comandadas pelo poder público municipal com o apoio das instâncias estaduais e, em alguns casos, federais, tendo como objetivo específico a retirada de moradias utilizadas de maneira mansa e pacífica, ininterruptamente, sem oposição do proprietário e por prazo superior a cinco anos (premissas para a usucapião urbana). Como objetivo mais geral, limpar o terreno para grandes projetos imobiliários com fins comerciais. [Read More]

Uruguai: Ataque incendiário ao Consulado da Argentina em Montevidéu

uruguai-ataque-incendiario-ao-co-1

Na madrugada de 11 de abril atacamos com coquetéis molotov o Consulado da Argentina em Montevidéu. Assumimos a ação em resposta ao desalojo da biblioteca “Los libros de la esquina” (Os livros da esquina), ocorrido na manhã de 9 de abril na cidade de Buenos Aires.

Este espaço acontecia em uma casa ocupada, mantido por mais de dez anos com uma proposta antagônica à ordem social, difundindo os valores da solidariedade, autonomia e autogestão; eram desenvolvidos, além da biblioteca social, diferentes projetos antiautoritários e anárquicos, sendo este um intensificador de agitação social.

Nossa ação é clara: nos atingem, nós atingimos. Neste caso, optamos por comunicar para que assim chegue e dê forças aos que lutam do outro lado do rio. E também lembrar que por aqui a guerra social continua e, apesar de muitas vezes não ser percebida e os poderosos agirem como nada acontecesse, o mundo do domínio também recebe nossos golpes. [Read More]

Paris (França): Ato em defesa do “33 da rue des vignoles” reúne cerca de mil pessoas

franca-ato-em-defesa-do-33-da-ru-1

Comunicado de imprensa:

Neste sábado, 15 de março de 2014, mais de mil pessoas desfilaram nas ruas do 20º bairro pela salvaguarda do “33 da rue des vignoles”, ameaçado de expulsão pela prefeitura de Paris.

Foi por reconhecer sua ligação a este espaço sindical, cultural e associativo, herdeiro de prestigiosa história, que os participantes aplaudiram os oradores que discursaram durante o percurso da marcha: o DAL lembrou a luta pelo direito à moradia, assim como a dos imigrantes; a companhia Jolie Môme propôs um espetáculo de meia-hora sobre a Paris popular; o coletivo Tenon relembrou as lutas pelos direitos das mulheres, salientando, sobretudo, a luta pelo direito ao aborto e as lutas antifascistas; um show do grupo Dubamix, representando a abertura às culturas alternativas, fechou a jornada. Temas importantes para os habitantes do “33″ e do 20º bairro, um dos últimos redutos populares da capital. [Read More]

São Paulo: Ataque fascista à Casa Mafalda – NÃO PASSARÃO!

sao_paulo_ataque_fascista_casa_mafalda

Na virada do dia 31 de março para o dia 1 de abril, infeliz aniversário de 50 anos do golpe empresarial-militar de 1964 no Brasil, fascistas atacaram com pichações o portão e a fachada da Casa Mafalda.

“Viva militares 64” e um estêncil dizendo “Intervenção militar já!” é o que se pode ler nas imagens (fotos em anexo).

Chama a atenção o patético e covarde modus operandi dos fascistas. Se utilizam da madrugada, assim como fazem para atacar pessoas, para relembrar um dos piores episódios da história do país. Não bastasse a tentativa fracassada de reeditar a Marcha da Família Fascista, fazem uso do estêncil, historicamente uma ferramenta de propaganda de punks e ativistas de esquerda, pra tentar divulgar suas mensagens de ódio. [Read More]

República Dominicana: Ao completar um ano do Centro Social Cibao Libertário

Republica_Dominicana_Centro_Social_Cibao_Libertario

Neste fevereiro de 2014, enquanto a maioria dos habitantes desta meia ilha celebra o 170º aniversário da criação do Estado dominicano, nós tentaremos fazer uma retrospectiva do ano de vida de nosso centro social. Este tem o nome do grupo anarquista que lhe deu origem, que por sua vez, tem o nome da região onde nasceu: Cibao. Contam que Cibao significa “lugar onde abundam as pedras”, em taíno (idioma do povo tradicional Taíno). Já para muitos é uma preocupação a existência de anarquistas, mais ainda onde abundam as pedras. Mas desta vez tentamos usar essas pedras não para lançá-las aos opressores de plantão, mas para construir um espaço autônomo próprio, onde possamos colocar uma biblioteca, realizar atividades e experimentar com as ideias antiautoritárias dentro de uma comunidade afim. [Read More]

França: Comunicado dos organizadores da manifestação anti-aeroporto de 22 de fevereiro, em Nantes

franca-comunicado-dos-organizado-1

A manifestação de hoje [22 de fevereiro] foi uma mobilização sem precedentes, com 520 tratores vindos de todas as regiões vizinhas, duas vezes mais que na manifestação de 24 de março de 2012 em Nantes. Isso indica um envolvimento massivo da população rural. Os tratores vigilantes estão dispostos a intervir na ZAD [Zona A Defender].

Havia 63 ônibus, vindos de todas as regiões da França – o dobro quando chegou a corrente humana. É um marco de uma mobilização nacional e da conexão entre Notre-Dame-des- Landes e outras lutas contra grandes projetos inúteis e impostos. [Read More]

França: Notre-Dame-des-Landes: Nem obras nem desalojos… Ao aeroporto, seguimos dizendo NÃO!

esta-nota-nao-entrou-no-blog-1

CHAMADO COMUM DO MOVIMENTO ANTI-AEROPORTO

[Em Notre-Dame-des-Landes, a Oeste da França], o Estado e as pessoas a favor do aeroporto ameaçam de novo com a imposição do projeto pela força. Pretendem iniciar, nos próximos meses, a destruição das espécies protegidas e a construção do aeroporto. Uma nova onda de desalojos poderá chegar. Não os deixaremos agir! Na zona de Notre-Dame-des-Landes, o movimento está ainda mais vivo que no outono de 2012 [quando atacaram para tentar desalojar todos os espaços ocupados], os laços são mais densos, os campos mais cultivados e as cabanas mais numerosas… Mas, além disso, há mais de 200 comitês locais (externos a zona) que foram criados em solidariedade com a luta e com a finalidade de propagá-la em seu próprio entorno. Chamamos a todas as forças anti-aeroporto a unir-se a manifestação de 22 de fevereiro em Nantes, para mostrar-lhes que de nenhum modo podem pôr a mão ao “bocage” [um ecossistema em estrutura de campo fechado]. [Read More]