Grécia: Novos e velhos senhores

Parte 1: O ataque repressivo.

Quatro anos e meio depois que o Syriza herdou a revolta nacional contra a ditadura de austeridade do FMI e uma agonia se estabeleceu no país, a direita, sob a liderança do partido Nova Democracia, mais uma vez mantém as alavancas do poder político em suas mãos. No programa governamental imediato dos “seis pilares”, a “restauração da ordem pública” desempenha um papel central. Há dias, unidades policiais fortemente armadas patrulham o centro de Atenas.

Até o final do ano, 1500 novos empregos para policiais extras serão criados, o que beneficiará principalmente as unidades de contrainsurgência. As unidades DELTA, notórias por sua brutalidade, também estão sendo remontadas. Seu desmantelamento foi uma das poucas promessas eleitorais mantidas pelo Syriza. Recursos adicionais para a logística da polícia serão disponibilizados em uma base para este propósito e uma modernização abrangente da frota de veículos está na agenda para o próximo ano. [Read More]

Atenas (Grécia): As ocupações de Exarchia se preparam para resistir!

Segundo as recentes declarações das autoridades, o novo governo grego, representado pelo conservador Kyriakos Mitsotakis, estaria preparando uma ampla operação repressiva contra as ocupações e os espaços autônomos do bairro de Exarchia, em Atenas. Nestes últimos dias, a Ocupação Notara 26 e outros espaços tiveram a eletricidade cortada, o que pode anunciar tentativas de despejo nos próximos dias, segue um comunicado postado pelo anarquista Yannis Youlountas neste fim de semana sobre a situação no local:

[Read More]

Boa Vista do Tupim (BA-Brasil) : Acampamento Mãe terra é despejado

Na manhã dessa terça- feira, dia 11 de junho, cerca de 80 famílias oriundas da reforma agrária que estavam acampadas no acampamento Mãe Terra, localizada no município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, sofreram despejo.

Anteriormente chamada de Santa Fé, a fazenda foi ocupada em 2011 pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) que, em conjunto com a Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), começaram o processo de compra e venda da fazenda.

[Read More]

Porto Velho (Brasil): resistência e violência policial durante operação de remoção

Nesta segunda-feira, policiais militares cumpriram uma ordem de despejo contra 4 moradores no bairro Jardim Santana, setor chacareiro, em Porto Velho, no Estado de Rondônia.
A comunidade em volta se comoveu com a situação e cerca de 70 pessoas tentaram impedir a ação dos policiais que utilizaram balas de borrachas, bomba de efeito moral e gás de pimenta. Algumas pessoas passaram mal ao inalar. Entre elas, duas crianças, uma de 8 e outra de 14 que foram encaminhadas a UPA leste.

[Read More]

Brasil: violência cresce contra terras indígenas, sem-terra e ocupações

Com a vitória do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro para presidência, os tempos anunciam um crescimento da repressão e violência contra sem-terra, indígenas, ocupações e contra todos os territórios e espaços conquistados através das lutas sociais. De fato, o ex-capitão do exército sempre demonstrou sua proximidade com os latifundiários da bancada ruralista e lobbies do agronegócio, se colocando como representante e porta-voz de seus interesses.

[Read More]

Curitiba (PR – Brasil): Repressão policial e incêndio criminoso na Ocupação 29 de março

“Eles chegaram correndo e marchando igual exército, todos encapuzados, depois disso, a favela virou cinza”, denunciou um dos moradores da ocupação 29 de Março, que fica no bairro de Vila Corbélia, Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Ao todo, aproximadamente duzentas casas se perderam no incêndio, que aconteceu entre o fim da noite de sexta-feira (7/12) e a madrugada deste sábado (8/12).  Em todos os relatos dos moradores, o começo do fogo é atribuído à ação da polícia militar do Paraná.

[Read More]

Rio de Janeiro (Brasil): Policiais invadem encontro indígena na Aldeia Maracanã

No último dia 19/11, um grupo de três policiais à paisana (“P2”), armados, foi identificado na Aldeia Maracanã. Antes de serem visto com as armas, o trio já havia levantado suspeitas, sendo flagrado tirando fotos sem autorização e interrogando de forma ameaçadora um grupo de universitários. A invasão policial ocorreu no penúltimo dia do Coirem 2018 – Congresso de Intercultural de Resistência Maraka’nà, evento dedicado a denunciar a violência de Estado sofrida pelos povos tradicionais no Brasil e no mundo.

[Read More]

Belo Horizonte (MG-Brasil): Encontro e debate em solidariedade aos 23 na Kasa Invisível

Respondendo ao chamado global de solidariedade e luta o dia 14 de Agosto será o Dia Internacional de Apoio axs 23 ativistas condenadxs no Rio de Janeiro, em defesa do direito de manifestação e por todas e todos que lutam.

Em julho desse ano 23 ativistas foram consideradxs criminosos injustamente pelo Juiz Flávia Itabaiana do TJ-RJ pela participação nos protestos de junho de 2013 e contra Copa do Mundo da FIFA em 2014. Seus crimes? Denunciar e lutar contra o Estado e o capitalismo!

Em solidariedade a Kasa Invisível promoverá a exibição do filme “Operações de Garantia da Lei e da Ordem” de Júlia Murat, onde são apresentadas a relação entra a mídia e as manifestações que ocorreram no Brasil no período entre junho de 2013 e julho de 2014. Em seguida ocorrerá um debate sobre o filme e sua nítida relação com a condenação dxs ativistas

[Read More]

Espanha: Comunicado do CSO Kike Mur

Desde o CSO Kike Mur [Centro Social Okupado] queremos mostrar nossa maneira de ver os fatos que ocorreram durante esta semana após a prisão do companheiro antifascista.

O Kile Mur é um espaço autogerido de maneira assembleária e horizontal, aberto a qualquer pessoa, com base no respeito. Ele serve como ponto de encontro para diversos movimentos sociais. É por isso que a implicação popular foi tão forte.

Em primeiro lugar, queremos agradecer a todos os vizinhos do bairro de Torrero por sua resposta à ameaça fascista que ocorreu no sábado na Praça da Memoria Histórica. Seu apoio e rejeição ao fascismo é uma demonstração de que o CSO é um lugar que é aceito e amado pela vizinhança do bairro. Agradecemos também a todas as pessoas que vieram de diferentes cidades para nos apoiar, e todos aqueles que, embora não pudessem vir, mostraram sua solidariedade à distância.

Mostramos a nossa rejeição ao tratamento recebido desde os meios de comunicação. Neste caso e em outros casos semelhantes, a presunção de inocência é ignorada, a informação é publicada sem contrastar os dados, sem relatório policial e sem informes, evitando qualquer tipo de rigor e ética jornalística. Não é apenas uma pessoa julgada e sentenciada, mas todo um movimento social como o antifascismo e o movimento okupa, dando uma visão totalmente distorcida da realidade. [Read More]

Berlim: Rigaer94. Apelo à resistência

O estado policial faz uso de todas as armas ao seu alcance: segunda-feira, 18 de dezembro, foram publicados cerca de 100 rostos de pessoas que participaram nos eventos de Hamburgo. A campanha do estado finalmente abandonou a máscara dos procedimentos penais e lançou a engrenagem de degradação que deve dobrar toda a resistência. Façamos com que estes incidentes – este ataque generalizado sobre os últimos elementos sociais e resistentes que ainda persistem- não passem em silêncio. Queimar na fogueira esta sociedade de informantes e assassinos – e o fascismo – é um dever que continua por cumprir.

É evidente, para qualquer ser humano razoável, que o episódio de Hamburgo era absolutamente necessário. As mentiras e falsos debates – tanto das autoridades de repressão, do sistema pactuante como dos media de extrema-direita – não conseguiram reescrever a resistência bem sucedida contra o G20. Num dos regimes democráticos mais auto-confiantes do mundo inteiro – com um aparelho diferenciado de poder e a imagem de invencibilidade – dez mil pessoas atreveram a surpreendê-lo, assumindo grandes riscos e em particular sérias consequências para as suas próprias vidas. Uma miscelânia de ações ofensivas, de protesto e de resistência transformou a cimeira dos poderes dominantes num desastre. Um desastre para a marca de Hamburgo, Alemanha e para os mais poderosos dentre deles, cuja reunião mais importante agora tem um futuro imprevisível. [Read More]