Brasil: Chamado à construção de uma rede de solidariedade com as retomadas e lutas indígenas

CHAMADO À CONSTRUÇÃO NACIONAL DE COMITÊS DE SOLIDARIEDADE AOS POVOS INDÍGENAS

Frente a continuação do cenário de aprofundamento do terrorismo de Estado, considerando o avanço do fascismo e dos discursos de ódio contra os povos indígenas, negros e quilombolas, população LGBT, mulheres e todo povo pobre, vemos a necessidade de expandir a construção de redes de apoio e unidades de proteção popular para defender a todos e todas que se levantam em resistência. A militarização das periferias urbanas e rurais avança a passos largos, a partir de um Estado Penal-Policial que provoca o acirramento da criminalização contra os que lutam. No Mato Grosso do Sul, os Guarani e Kaiowá combatem o Estado, a colonização e o capitalismo a 518 anos, e formam verdadeiras escolas de luta e autonomia nas trincheiras das retomadas de suas terras tradicionais. Esses territórios, onde nascem novos mundos, precisam ser defendidos pela solidariedade e apoio mútuo de todos aqueles que insurgem, do campo a cidade.

[Read More]

Tuntum (MA-Brasil): Terra retomada há um ano atrás pelo povo Krenyê é regularizada pela FUNAI

O povo Krenyê recebeu nesta quarta-feira (27), das mãos do presidente da Fundação nacional do Índio (Funai), Franklimberg de Freitas, a escritura da Fazenda Vão Chapéu, que passa a se chamar Reserva Indígena Krenyê; criada em junho de 2018, contando com 8,35 mil hectares e localizada no município de Tuntum, no Maranhão. Os indígenas aguardaram pelo dia de hoje durante longos 15 anos e, para as lideranças Krenyê, só aconteceu porque houve mobilização do povo e seus aliados, caso da Teia dos Povos e Comunidades Tradicionais.

Há um ano atrás, no dia 23 de fevereiro de 2018, os Krenyê realizaram uma retomada da Fazenda Vão Chapéu para pressionar a Funai a pagar a indenização e entregar a escritura ao povo. “A Funai fez um compromisso e não cumpriu, se a gente tivesse esperando a gente teria morrido. Nós não precisamos de cesta básica. A gente precisa da terra. Esse pensamento de ocupar é porque a gente não suporta mais”, protestou na ocasião o cacique Cwujkaa Krenyê.

[Read More]

Brasil: violência cresce contra terras indígenas, sem-terra e ocupações

Com a vitória do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro para presidência, os tempos anunciam um crescimento da repressão e violência contra sem-terra, indígenas, ocupações e contra todos os territórios e espaços conquistados através das lutas sociais. De fato, o ex-capitão do exército sempre demonstrou sua proximidade com os latifundiários da bancada ruralista e lobbies do agronegócio, se colocando como representante e porta-voz de seus interesses.

[Read More]

Rio de Janeiro (Brasil): Indígenas e apoiadores fazem ato em julgamento da Aldeia Maracanã

Lideranças e apoiadores da causa da Universidade Indígena Aldeia Maracanã realizaram um ato nesta terça-feira (18/12),  após o julgamento de um das ações judiciais envolvendo a posse do território indígena, que fica no bairro do Maracanã, zona norte do Rio. A sessão aconteceu por volta das 13h no Tribunal Federal da 2ª Região, na Rua do Acre, 80, no centro da cidade, e terminou sem decisão. Um dos desembargadores responsáveis pelo processo, Aluísio Mendes, pediu o adiamento da votação, após o Ministério Público Federal se posicionar a favor da demanda dos indígenas, apontando uma série de ilegalidades na atuação do governo do Estado do Rio em relação ao caso.

[Read More]

Rio de Janeiro (Brasil): Policiais invadem encontro indígena na Aldeia Maracanã

No último dia 19/11, um grupo de três policiais à paisana (“P2”), armados, foi identificado na Aldeia Maracanã. Antes de serem visto com as armas, o trio já havia levantado suspeitas, sendo flagrado tirando fotos sem autorização e interrogando de forma ameaçadora um grupo de universitários. A invasão policial ocorreu no penúltimo dia do Coirem 2018 – Congresso de Intercultural de Resistência Maraka’nà, evento dedicado a denunciar a violência de Estado sofrida pelos povos tradicionais no Brasil e no mundo.

[Read More]

Belo Horizonte (MG-Brasil): Nova retomada de terras indígenas na região metropolitana

Nesta quinta-feira, dia 2 de novembro de 2017, mais de 20 famílias indígenas iniciaram uma retomada de terra na região metropolitana de Belo Horizonte, próximo ao município de Mario Campos. As margens do rio Paraopeba, próximo a um acampamento do Movimento Sem Terra, xs indígenas ocuparam uma reserva afim de preservá-la e garantir sua sobrevivência.

[Read More]

Itapetinga (BA-Brasil): Operação policial é realizada após ocupação de 13 fazendas

Uma operação policial foi deflagrada na semana passada, nos dias 2 e 3 de outubro, para desocupar 13 fazendas que tinham sido ocupadas recentemente por índios Pataxó Hã hã hãe e por sem-terra na região de Itapetinga, no sul da Bahia. Duas destas fazendas, as fazendas Esmeralda e Tabajara, pertencem ao ex-ministro Geddel Vieira Lima que foi preso em setembro de 2017 pela polícia Federal acusado de corrupção e lavagem de dinheiro.

[Read More]

Rio de Janeiro (RJ, Brasil): Chamada para solidariedade internacional com a Aldeia Maracanã

No dia 22/03/13 às 03:00, a polícia cercou o antigo prédio do Museu do Índio, rebatizado pelos indígenas de Aldeia Maracanã, que fica ao lado do Estádio Maracanã, que sediará a Copa de 2014. Ocupado ha 6 anos por diversas etnias indígenas e suas famílias, a ocupação do prédio visava construir um centro de referência da cultura indígena controlado pelos próprios indígenas, e também planejavam a criação de uma Universidade Popular Indígena, além de servir de moradia para os índios que vem passar pela cidade.
[Read More]