São Paulo (Brasil): Ajude a reconstruir a Rádio Libertadora Sem Medo do Capão

No dia 24 de janeiro de 2019, um incêndio transformou em cinzas o estúdio que abrigava a Rádio Libertadora Povo Sem Medo do Capão. Veja fotos e saiba mais aqui.

A rádio começou a funcionar em 2017 junto à Ocupação Povo Sem Medo do Capão do MTST. O objetivo de sua construção era aproximar e dar acesso aos meios de comunicação aos acampados.

Com muito esforço, foi construído um primeiro barraco-estúdio, noticiado pela TVT [1]. A rádio passou a funcionar principalmente aos sábados, quando as cozinhas da ocupação estavam a todo vapor e quando aconteciam enormes assembleias do movimento. No mesmo ano, foram realizadas oficinas de radionovela, produzidos vídeos sobre o futebol de várzea da periferia, incluindo a cobertura dos finais de campeonato com drones [2][3], e a cobertura da festa junina do movimento Sem-Teto.

[Read More]

Medellín (Colômbia): revolta popular durante o despejo de terrenos ocupados

Nesta segunda-feira (25) uma grande operação policial removeu entre 300 e 500 sem-tetos que ocupavam terrenos no bairro La Autora, na zona oeste de Medellín. A operação começou cedo de manhã e se terminou com a destruição de todos os barracos construídos.

As ocupantes e os ocupantes se revoltaram com a operação e tentaram resistir enfrentando as bombas de gás da polícia. Segundo Jaime Ortiz, morador do bairro:

Pelas 07hs da manhã, os policiais jogaram uma primeira bomba de gás. É neste momento que o confronto começou. As pessoas atiravam contra a Esmad [1] garrafas, pedras, paus e tudo que eles podiam encontrar”.

[Read More]

Iranduba (AM-Brasil): A Comunidade Marielle Franco sofre reintegração de posse

Nesta terça-feira, dia 12 de fevereiro, os 300 barracos da ocupação Comunidade Marielle Franco, localizada  no município de Iranduba, no Amazonas, foram destruídos durante uma operação de reintegração de posse.

Os ocupantes estavam instalados no local há cerca de quatro meses em uma propriedade particular de quase 500 metros quadrados situada no quilômetro 15 da rodovia estadual AM 070. Aproximadamente 100 policiais militares participaram da ação, do 2º Batalhão de Choque, Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), Grupo de Operações Especiais, Canil, Cavalaria, além da Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

[Read More]

Belo Horizonte (Brasil): Ocupações fazem protesto pelo Direito à moradia e contra os crimes da Vale

Na manhã desta terça feira, dia 29 de janeiro, moradores das ocupações William Rosa, Marião e Professor Fábio Alves fecharam completamente o anel rodoviário de Belo Horizonte em protesto pelo direito à moradia e contra os crimes da mineradora Vale em Brumadinho, segue o manifesto publicado pelas ocupações: 

Moradores das Ocupações WILLIAM ROSA, MARIÃO e PROFESSOR FÁBIO ALVES fecham o anel rodoviário em protesto contra o mandado de despejo, pelo pagamento da bolsa moradia, pela construção imediata dos apartamentos e contra a Vale e a omissão dos governos!

[Read More]

Rio de Janeiro (Brasil): Feira Solidariedade e Resistência na Ocupação Manoel Congo

A Feira Autônoma e Popular: Solidariedade e Resistência pretende reunir coletivos independentes, movimentos sociais e o público em geral para discutir as lutas autônomas, criar novos laços e fortalecer os já existentes e exercitar novas formas de autonomia, através das trocas de produtos e serviços e a prioridade do consumo em pequenos produtores/comerciantes. Surgido da Campanha Contra as Ideias de Ódio #FascsimoNunca, este evento busca reafirmar a nossa luta enquanto resistência urbana de feirantes, camelôs, artistas de rua, educadoras populares, produtores e artesãs.

Autonomia, Liberdade, Resistência e Solidariedade! Convidamos todas e todos a construir coletivamente este espaço e a somar nas atividades do evento, para juntos construirmos redes de resistência e afeto!

[Read More]

Brasil: violência cresce contra terras indígenas, sem-terra e ocupações

Com a vitória do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro para presidência, os tempos anunciam um crescimento da repressão e violência contra sem-terra, indígenas, ocupações e contra todos os territórios e espaços conquistados através das lutas sociais. De fato, o ex-capitão do exército sempre demonstrou sua proximidade com os latifundiários da bancada ruralista e lobbies do agronegócio, se colocando como representante e porta-voz de seus interesses.

[Read More]

Curitiba (PR – Brasil): Repressão policial e incêndio criminoso na Ocupação 29 de março

“Eles chegaram correndo e marchando igual exército, todos encapuzados, depois disso, a favela virou cinza”, denunciou um dos moradores da ocupação 29 de Março, que fica no bairro de Vila Corbélia, Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Ao todo, aproximadamente duzentas casas se perderam no incêndio, que aconteceu entre o fim da noite de sexta-feira (7/12) e a madrugada deste sábado (8/12).  Em todos os relatos dos moradores, o começo do fogo é atribuído à ação da polícia militar do Paraná.

[Read More]

Duartina (SP-Brasil): Camponeses ocupam fazenda

Cerca de 220 camponeses sob a direção da União Nacional Camponesa (UNC) ocuparam a Fazenda Esmeralda em Duartina, município de São Paulo no dia 20 de novembro. Segundo o monopólio de imprensa, os camponeses reivindicam a desapropriação da Fazenda Esmeralda e de outra área, a Fazenda Santo Antônio em Bauru.

[Read More]

Catalão (GO-Brasil): Estudantes ocupam reitoria da UFG por moradia

Estudantes de Catalão ocuparam, nesta quarta-feira, a reitoria da UFG, no Campus Samambaia, e prometem só desocupar com o início das obras para a Casa do Estudante na UFCAT. A reitoria ainda não autorizou os trabalhadores a deixarem o prédio.

Segundo os estudantes, a UFG teria prometido destinar as verbas de 2018 para a construção da CEU no Campus de Catalão em detrimento das verbas de 2017, que seriam usadas para outros fins. Isso tudo quando a UFCAT ainda era uma regional da UFG. Os estudantes afirmam ainda que a regional sempre foi negligenciada em questão de verbas para construção, por se tratar de um Campus “do interior”.

[Read More]

São Joaquim de Bicas (MG-Brasil): Sem-Terra ocupam mais uma fazenda de Eike Batista

Nesta quinta-feira (5), aproximadamente 400 famílias Sem Terra ocuparam mais uma área pertencente ao grupo falido MMX, do empresário Eike Batista. As mesmas famílias ocuparam na última terça-feira (3) uma área em Igarapé pertencente ao mesmo grupo. No entanto, diante da reação truculenta da polícia, o MST decidiu retirar-se do local para preservar a integridade física dos ocupantes. 

[Read More]