Belo Horizonte (Brasil) : Dez anos de ocupações urbanas!

Dez anos atrás, um terreno não construído foi ocupado por centenas de famílias no bairro Céu Azul, criando a ocupação Dandara, uma das maiores ocupações urbanas organizadas do país. Esta ação ocorria pouco tempo após a ocupação de outros terrenos no Barreiro – criando as comunidades Camilo Torres e Irmã Dorothy – primeiros passos de uma série de ocupações de terras urbanas nesta região da cidade.

Tais episódios marcaram o início de um ciclo de retomada do território urbano em Belo Horizonte com diversas formas e estratégias:  ocupações de terrenos urbanos na periferia resultando em bairro autoconstruídos e autogestionados – do Barreiro à Pampulha e de Contagem à Santa Luzia, ocupações de prédios na região central na luta por moradia – da ocupação Zezeu Ribeiro/Norma Lucia à Ocupa Vicentão ou ainda ocupações de edifícios para criar centros sociais e culturais autogeridos – do Espaço Comum Luiz Estrela à ocupa feminista Tina Martins passando pela libertária Kasa Invisível – sem esquecer dos recentes acampamentos de sem-terra em São Joaquim de Bicas ou da retomada de terra indígena Naô-Xoan, também na Região Metropolitana de BH…

[Read More]

Porto Alegre (RS-Brasil): Da Retomada da Ponta do Arado Velho à Tekoa Yjere… Força e Resistência Mbya Guarani

Enfrentando uma violência cotidiana os Mbya Guarani que retomaram sua terra ancestral na Ponta do Arado seguem resistindo aos ataques dos empresários da fazenda do Arado, todos respaldados pelas instituições estatais!

No mês passado, o processo que até então criminalizava os Guarani e todas as pessoas que os visitavam foi mandado para a justiça federal fazendo então cair as liminares que judicialmente isolavam os Guarani de qualquer forma de solidariedade.

Mesmo assim, é com muita alegria que desde a retomada, em junho do ano passado que os Guarani reabitam a ponta do Arado, devolvendo aos seres da floresta, à agua, às arvores, aos bugios, a alegria. Além disso, várias individualidades e grupos de pessoas solidarias com a retomada se organizaram para fortalecer a comunidade e tornar visível sua luta. Vigílias e visitas na comunidade foram organizadas, vídeos, blogs, textos e programas de rádio realizados e no dia 24 março aconteceu uma jornada solidária na praia de Copacabana que acolheu mais de 150 pessoas. [Read More]

Novo Hamburgo (RS-Brasil) : Jornada de resistência anti-despejo na okupa Viúva Negra

Segue a programação da “Jornada do Fim do Mundo” – Semana de resistência anti-desalojo na okupa Viúva negra, em Novo Hamburgo (RS):

[Read More]

Boa Vista do Tupim (BA-Brasil) : Acampamento Mãe terra é despejado

Na manhã dessa terça- feira, dia 11 de junho, cerca de 80 famílias oriundas da reforma agrária que estavam acampadas no acampamento Mãe Terra, localizada no município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, sofreram despejo.

Anteriormente chamada de Santa Fé, a fazenda foi ocupada em 2011 pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) que, em conjunto com a Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), começaram o processo de compra e venda da fazenda.

[Read More]

Jaqueira (PE-Brasil) : Camponeses bloqueiam rodovia contra desapropriação de terras

A manifestação dos quase 300 camponeses das comunidades de Fervedouro, Barro Branco, Laranjeira, Caixa d’Água e Várzea Velha, do município de Jaqueira, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, foi realizada na manhã 27 de maio, na rodovia PE-126 e teve por objetivo exigir a desapropriação da terra da Usina Frei Caneca, já desativada. O protesto teve apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT), do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do município e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Sintraf).

[Read More]

Porto Alegre (RS-Brasil): Ocupação Baronesa resiste!

A okupa Baronesa tem resistido às pressões da prefeitura e da brigada militar há cerca de três meses. Hoje, das 10 famílias que inicialmente ocuparam o imóvel abandonado pela prefeitura na esquina da rua 17 de Junho com a Baronesa do Gravataí, 3 resistem ao desalojo e fixaram seu acampamento na calçada, em frente à okupa. A reintegração de posse ocorreu no dia 7 de junho, uma sexta-feira.

Desde o dia 18 de março, 20 adultos e 17 crianças ocuparam o prédio e promoveram melhorias no espaço do imóvel, acabaram com infestação de ratos e com focos de mosquito da dengue além de trazerem paz e sossego para a vizinhança. Os seis sobrados que compõe o espaço ocupado, antes das famílias chegarem, eram utilizados como ponto de encontro de usuários de drogas e como depósito de objetos furtados. [Read More]

Manaus  (Brasil) : Reocupação de terreno após tentativa de remoção

Na zona oeste de Manaus, no bairro Tarumã, a Polícia militar, apoiada pela Ronda Ostensiva  Cândido Mariano (Rocam), Força Tática e Cavalaria, iniciou uma operação de remoção contra mais de 600 famílias que ocupam um terreno há mais de três meses. A comunidade, que inclui 14 famílias indígenas, havia ocupado esta área – parcialmente desmatada e devastada pelo garimpo – por necessidade de moradia e com o intuito de preservar as nascentes de igarapés que existem na área. « Nós precisamos de moradia digna e portanto nós precisamos desta terra », afirma Elizete, integrante da comunidade.

[Read More]

São Paulo (Brasil): Ocupação 9 de julho ameaçada de despejo

Carta aberta do MSTC sobre o risco de despejo da Ocupação 9 de julho:

O Movimento Sem Teto do Centro (MSTC) ocupa um prédio localizado na Avenida 9 de Julho, que pertencia anteriormente ao Instituto Nacional do Seguro Social- instituição do Governo Federal. O prédio ocupado trata-se de um símbolo de luta pelo direito à cidade no centro de São Paulo, pois é conhecida a trajetória de movimentos sem-teto para transformação deste prédio em moradia social, tendo a primeira ocupação dele ocorrido em 02 de novembro de 1997, com fundamento na Constituição de 1988, que garante o direito à moradia e a função social urbana.

[Read More]

Itaberaba (BA-Brasil ) : 120 famílias sem-terra reocupam fazenda

 

Na madrugada dessa segunda, dia 13 de maio, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) reocupou a fazenda Santa Maria, conhecida como Bom Jardim, localizada na zona rural de Itaberaba na Chapada Diamantina.
Cerca de 120 famílias reocuparam pela sexta vez a fazenda, que outrora tinha sido instrumento do agronegócio na criação de gado e que se encontra desativada. A fazenda vinha sofrendo desmatamento e caça ilegal. Uma queixa foi prestada no IBAMA anos atrás, mas até o presente momento nada foi feito a respeito.

[Read More]

Rio de Janeiro (Brasil): Revolta no Complexo do Alemão após ação da PM matar professor

Moradores do Complexo de Favelas do Alemão, zona norte do , protestaram na tarde desta terça-feira (14) após uma ação da Polícia Militar (PM) assassinar Jean Rodrigo Aldrovande, professor de jiu-jitsu que dava aulas em um projeto social na região.

Jean era mestre na escola Maneco Team e funcionário contratado pelo Ministério do Esporte. Segundo relatos, o professor, que seguia uma dieta firme e estava focado nos treinos, caminhava em direção a escola de artes marciais onde trabalhava, quando a polícia entrou atirando na localidade conhecida como Canitar. O esportista foi atingido na cabeça e morreu na hora.

[Read More]