São Paulo (Brasil): Dezenas de prédios são ocupados na luta pela moradia e em solidariedade ao movimento contra a PEC 241

No último domingo à noite, uma dezena de prédios foram ocupados em São Paulo numa ação coordenada pelos movimentos sem-teto, dos quais participam a FLM (Frente de Luta por Moradia) e o MMPT (Movimento de Moradia Para Todos).

Além da luta pela moradia, essa ação conjunta foi realizada em solidariedade ao atual movimento contra a política de austeridade do governo Temer. Atualmente, são mais de 1200 escolas e uma centena de universidades que estão ocupadas contra a PEC 241, projeto de emenda constitucional que prevê congelar os investimentos em saúde e educação nos próximos vinte anos.

[Read More]

São Paulo (SP): Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto ocupa prédio da Presidência da República e faz o governo recuar.

Centenas de pessoas ocuparam hoje parte do prédio da Presidência da República, localizado no centro de São Paulo, durante ato organizado pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) contra o corte de verbas destinadas à moradia social e contra a suspensão do programa Minha Casa Minha Vida pelo governo Temer.

O ato, que ocorreu na Avenida Paulista, foi também contra a ação da Polícia Militar, que no domingo passado retirou os sem-teto que estavam acampados nas proximidades da residência de Michel Temer para protestar contra seu governo.

[Read More]

Sumaré (SP – Brasil): Ameaçada de despejo, a Ocupação Vila Soma resiste!

A Ocupação Vila Soma nasceu em julho de 2012 quando aproximadamente 50 fámilias ocuparam um terreno baldio de 500 mil metros quadrados em Sumaré, a 115 quilômetros de São Paulo. O local estava ocioso há ao menos 20 anos, sendo que parte do terreno pertenceria à empresa Melhoramentos Agrícolas Vifer. Depois de dois meses de ocupação o número de famílias subiu para 300. Atualmente, a estimativa é de aproximadamente 2,5 mil famílias, cerca de 9 mil moradoras e moradores morando na ocupação.

[Read More]

Brasil: A Copa do Mundo que a mídia não mostrou

Desde o início da Copa do Mundo, grande número de liberdades e direitos fundamentais é violado cotidianamente no Brasil, com uma intensidade que não deixa de remeter aos anos sombrios da ditadura militar no país. Esse texto se presta a tentar quebrar o silêncio das mídias nacional e internacional sobre o desrespeito aos direitos humanos em decorrência da realização do mega-evento, colocada em prática pelo governo através da polícia militar em proveito de interesses privados.

[Read More]

São Paulo, 15 de maio: Ato internacional contra a Copa do Mundo de 2014

No dia 15 de maio, o Comitê Popular da Copa está organizando um ato contra a Copa do mundo.
Às 17h, na Praça do Ciclista, em São Paulo

A Copa do Mundo de 2014 será a copa das violações e da repressão. Se alguns dizem #vaitercopa, nós afirmamos #vaiterrepressão.

Conheça 10 motivos pelos quais protestamos contra a Copa: [Read More]

São Paulo: Ataque fascista à Casa Mafalda – NÃO PASSARÃO!

sao_paulo_ataque_fascista_casa_mafalda

Na virada do dia 31 de março para o dia 1 de abril, infeliz aniversário de 50 anos do golpe empresarial-militar de 1964 no Brasil, fascistas atacaram com pichações o portão e a fachada da Casa Mafalda.

“Viva militares 64” e um estêncil dizendo “Intervenção militar já!” é o que se pode ler nas imagens (fotos em anexo).

Chama a atenção o patético e covarde modus operandi dos fascistas. Se utilizam da madrugada, assim como fazem para atacar pessoas, para relembrar um dos piores episódios da história do país. Não bastasse a tentativa fracassada de reeditar a Marcha da Família Fascista, fazem uso do estêncil, historicamente uma ferramenta de propaganda de punks e ativistas de esquerda, pra tentar divulgar suas mensagens de ódio. [Read More]

São Paulo: Reintegração de posse da Ocupação São João está suspensa

Estava marcada para o dia 11 de setembro, terça-feira, a reintegração de posse da Ocupação São João.  Desde que a data foi divulgada, diversos grupos e movimentos se mobilizaram em apoio. Foram recolhidas milhares de assinaturas para o abaixo assinado, e, no último domingo (09), foi realizada uma manifestação de solidariedade em frente à ocupação. O Sarau da  Ocupa desta quarta-feira (05) também esteve lotado e repleto de mensagens de apoio. [Read More]

São Paulo (Brasil): Incêndios em favelas e a especulação inflamável

Nos últimos 20 dias, cinco grandes incêndios atingiram favelas em São Paulo. Esse tipo de incidente cresce a cada ano em proporções assustadoras. Entre 2008 e 2011 foram mais de 500 incêndios em favelas. Em 2012, segundo o corpo de bombeiros, já são 32. A destruição é enorme, quando não é fatal: móveis, eletrodomésticos, barracos inteiros. Pessoas feridas e até mortas. Por que isso ocorre com tamanha frequência? Quais são os reais motivos para tantos “acidentes” e tragédias? Que setores da sociedade se envolvem com essa situação? Qual é a condição das famílias que perdem tudo a cada incêndio? [Read More]

Brasil: Em São Paulo, as áreas valorizadas são as que têm mais incêndios

De acordo com pesquisa, das favelas que foram incendiadas nos últimos meses nove estão localizadas em regiões que o mercado imobiliário aumentou sua valorização: acima de 100%; na contramão, áreas que possuem mais favelas são as menos valorizadas

Dos últimos incêndios que ocorreram neste ano em São Paulo, nove foram em áreas que aumentaram seus valores pelo mercado imobiliário, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). A região em que está localizada a favela de São Miguel Paulista, por exemplo, vizinha de Ermelino Matarazzo, na zona leste, e incendiada na terça-feira (28), teve a maior valorização imobiliária da capital em apenas dois anos: 214%. (Clique aqui e veja o mapa dos incêndios em favelas paulistanas que ocorreram nos últimos anos). [Read More]

São Paulo (Brasil): Ocupação São João pode ter realizado seu último sarau

O Sarau da Ocupa, realizado às quartas-feiras quinzenais na ocupação do prédio situado na avenida São João, 588, no centro de São Paulo, pode ter feito a sua última apresentação no local. Isso porque uma ordem de reintegração de posse do imóvel, abandonado há 20 anos, foi anunciada na quinta-feira (23) pelo juiz Olavo de Oliveira Neto, da 39º Vara Cível da Capital.

As 85 famílias, incluindo 67 crianças, podem ficar na rua na próxima terça-feira, 11 de setembro. No dia 3 de outubro a ocupação completaria dois anos, e o sarau um. [Read More]